Buscar

Errar e recomeçar - Elis Fatel



Eu acho importante esse levantar, esse cair, levantar e recomeçar. É muito normal, ainda mais quando a gente está no início das tentativas. Muitas vezes as pessoas ficam com medo de tentar, arriscar. Elis Fatel

A nossa convidada de hoje é atualmente docente da área de Alimentação coletiva do curso de Nutrição da Universidade Federal Fronteira Sul , onde já teve a possibilidade de ajudar centenas de alunos da teoria à prática, dos desafios às superações dentro de unidades de alimentação.


Notas

- Elis conta sobre sua experiência na preparação de nutricionistas para atuarem na alimentação coletiva. [01:53]

- Elis compartilha sua história de formação como nutricionista e como chegou a ser referência na área em que atua. [05:27]

- Elis conta o processo de desafios ao longo do início de sua jornada profissional. [12:38]

- Elis relembra suas experiências com concursos públicos [14:08]

- Elis fala como conseguiu trabalhar e lidar com medos e fracasso. [18:20]

- Elis diz como consegue compartilhar suas superações de trabalho e da vida na sala de aula com alunos e alunas. [21:22]

- Elis conta sua percepção sobre a expectativa dos alunos para a área de atuação na nutrição. [25:42]

- Elis fala obre a importância da área de alimentação coletiva para outras grandes áreas da nutrição, como clínica e social. [27:39]

- Elis lembra da importância do empreendedorismo para a alimentação coletiva. [28:45]

- Elis conta sobre as diversas experiências que nutricionistas enfrentam, até mesmo experiências negativas da profissão. [32:00]

- Sobre quando a pessoa não se encontra na área de atuação e possíveis dilemas. [36:15][

- Elis conta dentro de sua visão quais são as habilidades necessárias para profissionais da nutrição. [39:45]

- Elis fala sobre comunicação dentro do ambiente de trabalho. [43:43]

Citações

- Eu vejo que a formação de um aluno da alimentação coletiva vem mudando ano a ano. A minha formação foi completamente diferente, não foi uma formação voltada para o mercado, para o cliente, para as pessoas, para gestão baseada em resultado, para gestão baseada em excelência. Então eu tive uma grande dificuldade quando me deparei com o mercado de trabalho, a minha maior escola foi a minha vivência e por ter sofrido um pouco é que eu criei uma certa vontade de realmente preparar pessoas nessa área. [02:08]

- A gente aprende muito sobre gestão da qualidade nas universidades, nos cursos, mas a alimentação coletiva vai muito além com a gestão estratégica e planejamento, gestão de pessoas. E é um desafio muito grande a gente fazer com que o aluno entenda tudo isso, ainda mais alunos que não foram ensinados a lidar com conflitos, a lidar com metas, desafios, mudanças. [03:10]

- E eu acabei indo para a área de alimentação coletiva porque eu falei. “Olha, eu aprendi tanto, adquiri tanta experiência nesse pouco tempo ali. Por que não dividir isso com mais pessoas? Quero ser diferente e quem sabe então ser uma referência, né?” Pensei muito humildemente nisso, pelo sentido de, poxa eu acho que tenho que formar pessoas com mais garra, com mais ânimo, com mais vontade, com experiência para encarar esse mercado que é tão desafiador. [08:35]

- E na primeira fase fiquei em quinto lugar na teórica, eu quase não vim para a segunda fase. Porque falei “Meus Deus, se na outra reprovei na didática.” Eu tive que lidar com meus medos, e falar. “Não, vamos lá. Se você não passar é mais uma experiência e se um dia esse for seu sonho você vai chegar lá.” [16:40]

- Eu poderia me achar naquele momento a melhor candidata, mas eu não fui. Então lidar com o fracasso não foi fácil, no sentido de fracasso porque trouxe consequências de insegurança, será que minha aula? Como lidar com isso depois? Então foi um trabalho que eu tive, não fui em alguns outros para me recuperar. E aí então eu vou escolher um lugar que realmente me cause pelo menos um conforto, quando sair alguma coisa no sul. E aí fui trazendo essas coisas, lidando, trabalhando, estudando mais, chegando ainda mais preparada. [18:45]

- Eu acho importante esse levantar, esse cair, levantar e recomeçar. É muito normal, ainda mais quando a gente está no início das tentativas. Muitas vezes as pessoas ficam com medo de tentar, arriscar. [19:53]

- E entender que hoje o mercado vai cobrar muito, então vai ser natural o erro. Eu falo para eles, porque hoje estou preparada para estar aqui? Talvez dando uma aula com tantos exemplos? Porque eu errei muito, não foi porque eu acertei muito. Então eu já coloco isso para eles, a professora que está aqui hoje, concursada, que passou aqui, errou muito para estar aqui. Então não tenham medo de errar, o problema não é errar. O problema é não saber que errou e não fazer aquela ação corretiva. [21:41]

- E muitas vezes o caminho para você alcançar o seu sonho ele é um pouco tortuoso, ele não é reto. Muitas vezes você vai, você volta e por isso que eu acho que o imediatismo é complicado. Por isso eu coloco aí metas de 10 anos, longas. [31:21]

- Eu vejo que a liderança chama bastante minha atenção. As pessoas que tem essa capacidade de liderar, na minha concepção, saem um pouco na frente. E as pessoas que tem a habilidade de lidar com conflitos. [39:49]

- Não tenha medo de recomeçar, não tenha medo do fracasso, não tenha medo dos Nãos da vida, não tenha medo de errar. [44:10]

Contato Elis Carolina de Souza Fatel

elis.fatel@uffs.edu.br

#Insight

CONTATO

Francisco Beltrão - Paraná

​​contato@alimentesaude.com

© Direitos reservados à Eduardo Szpak. Imagens de arquivo pessoal.