Buscar

Fazer a diferença - Alexandre Lobo



A ideia é fazer um pouco de diferença na vida dessas pessoas. Eu sei que é um desafio muito difícil, mas que acho que temos que ter um pouco de romantismo nisso tudo. Alexandre Lobo

Alexandre Rodrigues Lobo está no mundo da nutrição como profissional desde 1998 quando se formou pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Sua vontade e energia para aprender e desenvolver novos conhecimentos só tem aumentado com os anos, criando inclusive novas conexões e relações da pesquisa com nossa vida. Unindo alimentação, ciência, saúde pública e educação nas escolas.


Notas

- Alexandre compartilha detalhes sobre sua energia e motivação para pedalar todos os dias até o trabalho durante a fase de pós-graduação. [01:36]

- Alexandre conta os motivos profissionais que o levaram para sair do Rio de Janeiro e ir morar em São Paulo, longe da família e amigos. [3:25]

- Alexandre conta a sua relação com a pesquisa científica, local de trabalho e como essa dedicação passou a ser o seu maior investimento de vida. [6:25]

- Alexandre explica quais eram as pesquisas e projetos que desenvolvia. E ainda o resultado com publicações, artigos e eventos. [12:08]

- Alexandre reflete sobre liderança e o papel de uma grande mentora que teve. [17:41]

- Alexandre mostra o tempo de sua trajetória dentro da área acadêmica. [20:15]

- Alexandre pensa sobre os projetos que marcaram seu caminho. [21:39]

- Mudanças de rumo. Alexandre conta como foi começar atuar em outra área dentro da nutrição, a alimentação escolar. [28:52]

- Alexandre conta as primeiras impressões ao começar o trabalho na alimentação escolar e principais desafios. [33:30]

- Eduardo fala sobre as diferentes realidades salariais de nutricionistas dentro de prefeituras. [40:26]

- Alexandre fala sobre a energia que tem para desenvolver o trabalho na alimentação escolar. [41:54]

- Sobre salários. [44:12]

- Alexandre é questionado sobre a possibilidade de fazer diferente dentro de uma prefeitura como nutricionista. [47:03]

- Relação do estado nutricional e desenvolvimento cognitivo [51:21]

- Alexandre conta sobre O Nutricional [58:08]

- Alexandre mostra a sua perspectiva sobre a profissão da nutrição [01:03:12]

Citações

“A pesquisa desafia, você quer sempre encontrar aquele resultado que você está atrás.” [11:08]

“Eu comecei a vislumbrar um novo mundo que surgia para mim. De você adequar a sua bagagem em uma nova perspectiva. E foi nesse período que surgiu um concurso público para a área de educação, para uma cidade vizinha, eu prestei o concurso e passei. Então já tem pouco mais de 1 ano e meio que trabalho em uma secretaria de educação e lido com a alimentação escolar.” [30:30]

“É uma área extremamente desafiadora, muitas perspectivas de trabalho, mas com muitas dificuldades. A gente lida com o sucateamento da área de educação do país como um todo. E eu presenciei a realidade nua e crua desse sucateamento. Esse que vai desde a parte física estrutural das escolas até a parte de recursos humanos, abrangendo professores, funcionários que lidam com a produção e distribuição da merenda escolar. Então, venho enfrentando muitos problemas, mas tento ter um olhar mais otimista para isso tudo.” [31:16]

“Nós não tínhamos carro para distribuir os alimentos nas escolas. Nós tínhamos uma carroça quase, que quebrava quase todo dia... E o que aprendi aqui é que enfrenta-se essas dificuldades dia após dia e a gente não vai conseguir resolvê-las de um dia para o outro. Então a gente tem que ir se adaptando com a realidade, tentando desenvolver o trabalho da melhor forma possível.” [35:24]

“Eu sempre quero imaginar que eu posso mudar a realidade dessas pessoas. Eu quero sempre pensar que eu posso ser uma referência.” [42:40]

“No dia a dia mostrando para professores, diretores e secretários de educação que a gente pode relacionar nutrição com aprendizagem e que existem muitas atribuições do nutricionista no sistema de alimentação escolar, não apenas formular cardápios.” [43:30]

“Isso eu pude perceber muito claramente quando mudei da nutrição experimental com a saúde coletiva. Você vai visitar a casa de uma família e vê as condições que a família mora, você vê que aquilo é um reflexo de um sistema que permite que isso ocorra, uma desigualdade absurda e você quer tentar mudar um pouco essa realidade. Então acho que isso tem me movido muito nesses últimos tempos .” [45:16]

“A ideia é fazer um pouco de diferença na vida dessas pessoas. Eu sei que é um desafio muito difícil, mas que acho que temos que ter um pouco de romantismo nisso tudo.” [45:58]

Contato

Website

Facebook

Twitter

Instagram

Lattes

#Insight

CONTATO

Francisco Beltrão - Paraná

​​contato@alimentesaude.com

© Direitos reservados à Eduardo Szpak. Imagens de arquivo pessoal.

Nome *

Email *

Telefone

Mensagem